14 abr 2016

Noites ruins ou insônia?

Você passa a noite inteira se mexendo na cama? Talvez você tenha dificuldade para pegar no sono por que fica pensando no trabalho ou nas contas. Acorda no meio da noite e não consegue mais voltar a dormir? Você acorda se sentindo mais cansado e sente muito cansaço durante o dia?

Se sofre de alguns desses sintomas de insônia, você não esta sozinho. Segundo a Associação Americana de Distúrbio do Sono, a população adulta apresenta uma prevalência de 20% de Insônia.

Então, como saber se você está em uma fase difícil e que vai passar, ou se tem um problema de insônia crônico?

De acordo com o psiquiatra Tracey Marks, autor do livro “Master Your Sleep” , não é tão difícil. Uma maneira eficaz é analisar em uma semana ou mês se você teve dificuldade para dormir na maioria das noites ou não.

Insônia aguda, dura por alguns dias, pode estar conectada a algum evento como uma meta de trabalho ou uma prova.

De acordo com Deirdre Conroy, PhD – professor assistente de psiquiatria e diretor do program “Behavioral Sleep Medicine Program” da Universidade de Michigan, o Sono geralmente melhora quando a pressão diminui.

É comum ter insonia temporariamente, diz William Kohler, Diretor médico  do Instituto do sono Florida em Spring Hill. Você não deve se preocupar com algumas noites de sono mal dormidas, Porém se a insônia persistir e interferir em seu dia, está na hora de avaliar a natureza do problema.

Insonia Crônica, é aquela que ocorre pelo menos 3 vezes por semana durante 3 meses ou mais, pode afetar a cognição. Você deve perceber mudanças em seu humor, dificuldade para se concentrar e queda da produtividade.

Identificando a causa provavel

Muitas vezes problemas do sono estão relacionados ao humor, diz Conroy. Então você deve se perguntas: Meu humor mudou? Estou me sentindo depressivo? Estou me irritando mais que o normal?

Se você se preocupa com facilidade, ansiedade pode tornar o sono pior. Porém problemas com sono também se desenvolvem sem nenhuma associação a problemas de humor.

Algumas vezes você culpa algum motivo de estresse como uma demissão ou uma divida. Porém nem sempre eles são os culpados pela insônia.

Outra razão para a insonia inclui uma condição médica subjacente, como dor, medicações, distúrbios do sono e hábitos de sono ruins.

O que fazer?

Se você tem percebido sinais de insônia e o problema vem se arrastando por algumas semanas, marque uma consulta com seu médico para avaliar o problema. O médico pode identificar sua condição e fazer as mudanças necessárias nas possíveis causas do problema. Se o médico suspeitar de um distúrbio do sono, como Apnea e síndrome das pernas inquietas, Ele pode encaminhar para um especialista do sono.

Mantenha um “diário do sono” para que seja possível identificar padrões e discutir com seu médico. Anote quando for para a cama, quanto tempo demorou para dormir, quantas vezes acordou durante a noite, que horas acordou, como você se sentiu ao acordar e se tirou um cochilo durante o dia.

Dependendo da causa da insônia, seu médico pode prescrever alguma medicação para um alívio em curto prazo. Ele também pode encaminhar para algum profissional em saúde mental que pratique técnicas cognitivo-comportamentais e outras estratégias para melhorar sua higiene do sono.

Dormir é importante para sua saúde em geral e a falta de sono tem demonstrado contribuir para doenças, incluindo problemas cardíacos e diabetes.

“Ouvimos muito falar em dietas e exercícios, mas o sono é tão importante quanto sua nutrição” diz Conroy.

Melhore sua Higiene do Sono

Algumas pessoas tem hábitos ruins de sono. Marks, Psiquiatra de Atlanta dividiu algumas dicas para ter uma noite de sono melhor.

  • Deite-se no mesmo horário todas as noites (até nos finais de semana) por uma questão de coerencia.
  • Evite cafeína, cigarros e alcool entre 4 e 6 horas antes de dormir
  • Não se exercite antes de ir pra cama.
  • Só use sua cama para dormir. Não traga trabalho para cama.
  • Caso tenha um ar condicionado, programe a temperatura entre 20-23 graus.
  • Desligue todas as luzes de modo que o quarto fique totalmente escuro.
  • Se demorar mais de 30 minutos para dormir, não fique na cama. Procure alguma atividade relaxante até se sentir sonolento.
  • Se está preocupado com algo, tente escrever suas ideias em uma planilha de resolução de problemas.

Fonte: www.webmd.com

Leave a Comment