Televendas: 11 5077-7144   |   : 11 98768-0244   | COMPRE ONLINE
Televendas: 11 5077-7144   |   : 11 98768-0244   | COMPRE ONLINE

Má postura gera dor nas costas e problemas à saúde

Má postura gera dor nas costas e problemas à saúde

Má postura gera dor nas costas e problemas à saúde. Cuidados ao dormir ou sentar melhoram a qualidade de vida. 

A maioria das pessoas com má postura ou dor querem descobrir um exercíciomilagroso que irá curar os seus problemas. Claro, os exercícios ajudam e fazem parte do tratamento para cuidar da dor e da postura.

Mas na grande maioria das vezes, são as pequenas coisas em nossas vidas diárias que deveriam passar por alguns ajustes. Com isso, aqui está uma pequena lista de atividades para ficarem atentos.

No carro:

Perceba se você fica desleixado, pendendo mais para um lado do que para o outro, e talvez com uma mão mais alta sobre o volante que a outra, causando-lhe um ombro mais alto do que o outro.

Tente mudar de posição frequentemente, principalmente se você passa muito tempo no carro. A melhor posição será sempre as mãos no dez e dois (posiçao do relógio).

Mantendo suas costas retas e alinhadas contra o assento. Este deve estar reto permitindo que não seja necessário levar a cabeça à frente para conseguir enxergar.

No escritório:

A postura na mesa é muito importante. Por ficar, na mesma posição por várias horas, isso pode ter grandes repercussões em sua saúde.

Levante-se muitas vezes e fique atento para qualquer posição que você se sinta confortável por muito tempo, essa não é a posição mais correta para você se manter.

Dormindo:

Nossa postura na hora do sono é um dos aspectos mais negligenciados da nossa vida. Passa-se em média oito horas (ideal) por noite em uma ou várias posições que podem ter um grande impacto sobre a sua postura durante o dia.

Dormir com vários travesseiros empilhados ou um travesseiro muito alto, leva ao excesso de alongamento dos extensores do pescoço, possivelmente contribuindo para uma anteriorização da cabeça e uma possível lordose cervical e cifose torácica (“corcunda”).

Apertar os lençóis da cama sobre os seus pés, deixando-os em uma planti-flexão, pode levar a limitação da mobilidade do tornozelo, afetando a mecânica do corpo inteiro, desde andar até sentar.

Dormir de barriga para baixo contribui para uma curva lordótica excessiva, que podem levar a forças de compressão exageradas para a sua coluna lombar.

A melhor posição para dormir é de lado, com os dois joelhos dobrados, travesseiro entre os joelhos e a cabeça repousando sobre um travesseiro único.

Ou se preferir de decúbito dorsal (de costas) com um travesseiro sob os joelhos, lençois não apertados, e, novamente, um único travesseiro para a cabeça.

Fazer exercícios, fortalecer seu abdômen, relaxar e procurar a ajuda de um profissional é sempre muito importante. Mas, precisamos prestar mais atenção aos nossos corpos quando eles não estão em movimento.

São pequenas coisas como estas que se somam e contribuem para uma vida de dores constantes e irritantes. De vez em quando volte sua antenção para o seu interior e pergunte a si mesmo, se esteve naquela posição por muito tempo e se poderia fazer algo para tornar sua postura mais correta e preservar sua coluna.

Antes que você perceba, a dor que uma vez o impediu de fazer tarefas diárias normais terá desaparecido e se tornado uma coisa do passado.

“A melhor posição para dormir é de lado, com os dois joelhos dobrados, travesseiro entre os joelhos e a cabeça repousando sobre um travesseiro único”.

 

Por: Camila Luisa Sato – Fisioterapeuta – CREFITO 99598/SP
Fonte: Minha Vida

Curta nossa Fanpage!

Produtos Invel agora nos catálogos da Àkora
5 de outubro de 2017
invel-recharge-colchonete-dormir-melhor
Invel® Recharge é destaque em andar temático do Nikkey Palace Hotel
17 de agosto de 2017
Roupas inteligentes que aliviam dores
12 de Maio de 2017
“O Incrível tecido que cura”
13 de Maio de 2016
Palestra Meditação e Relaxamento – Despertar e Descansar
12 de Abril de 2016
XXI Curso Introdutório à Liga de Dor
8 de Abril de 2016

Assessoria de Imprensa

Telefone:(11) 4727-4755 ou (11) 4255-1608