OS BENEFÍCIOS APRESENTADOS SÃO VALORES MÉDIOS OBTIDOS ATRAVÉS DE ESTUDOS CIENTÍFICOS E APROVADOS PELA ANVISA, CONTUDO, O RESULTADO DEPENDE DO METABOLISMO DE CADA PESSOA E PODE APRESENTAR VARIAÇÕES.
Televendas: 11 5077-7144   |   : 11 98768-0244
Televendas: 11 5077-7144   |   : 11 98768-0244

Inchaço nas pernas: o que pode ser?

Pernas pra que te quero

Inchaço nas pernas: o que pode ser?

Muita gente acha que o inchaço nas pernas são devido à retenção de líquidos pelo organismo ou por problemas de circulação, mas existem várias outras causas para esse problema tão comum. Para melhorar o inchaço, primeiramente precisamos compreender sua causa e tratá-la.

O inchaço é chamado pelos médicos de edema e ele aparece quando há muita água acumulada entre as células da pele e do tecido gorduroso abaixo da pele (o edema também pode aparecer em outros órgãos do corpo, mas hoje vou falar apenas do edema dos membros inferiores).

Mas como essa água vai parar no meio das células?

Nossas células necessitam de oxigênio e nutrientes o tempo todo para se manter vivas, e quem leva tudo isso pra elas é o sangue, através dos vasos sangüíneos. Os nutrientes e o oxigênio atravessam a parede do vaso sangüíneo, juntamente com a água presente no sangue, e atinge as células de todo o corpo.

Normalmente, as células absorvem grande parte dos nutrientes, oxigênio e água para dentro delas. O que sobra em parte retorna para o vaso sangüíneo e em parte é drenado pelos vasos do sistema linfático. A principal função do sistema linfático é justamente drenar esta água toda.
Então podemos concluir que se está sobrando água no meio das células, alguma coisa de errado está acontecendo nesse sistema: ou o extravasamento de água pelos vasos sangüíneos está maior do que devia ou o escoamento da água pelos vasos linfáticos está ruim.
Existem 3 motivos principais para extravasar água demais pelos vasos sangüíneos: aumento da pressão do sangue dentro do vaso (aumento da pressão hidrostática), diminuição das proteínas do sangue que seguram a água dentro dele (diminuição da pressão oncótica) ou aumento dos poros na parede dos vasos sangüíneos (aumento da permeabilidade vascular).

Várias doenças estão relacionadas com o inchaço nas pernas, por isso é importante que a pessoa acometida pelo problema procure um médico para avaliar por que este inchaço está ocorrendo.
Doenças do coraçãodos rinspressão altatrombose venosa insuficiência das veias das pernas causam inchaço nas pernas por aumento da pressão do sangue dentro dos pequenos vasos.
Doenças como cirrose hepáticadesnutrição e síndrome nefrótica causam inchaço por causa da diminuição da albumina do sangue, uma proteína que é importante para manter a água dentro do sangue e impedir que ela extravase em excesso.

Quando temos uma infecçãoinflamaçãoqueimadura ou reação alérgica, ocorre um aumento dos poros da parede dos vasos sanguíneos e consequentemente aumenta o extravasamento de água, como ocorre numa peneira furada.
Já quando a drenagem está comprometida, normalmente estamos diante de um problema no sistema linfático, que pode ocorrer por entupimento dos vasos linfáticos, como ocorre em alguns tipos de câncer e na elefantíase (filariose) ou por uma anormalidade no funcionamento desses vasos, o que chamamos de linfedema.
O mal funcionamento da tireóide, o hipotireoidismo, também pode causar inchaço, denominado de mixedema. Nessa situação, o inchaço ocorre pela deposição de substâncias entre as células pele que são chamadas de mucopolissacarídeos.

Em outras palavras, o inchaço nas pernas pode ser um sinal de uma doença mais grave em um órgão importante do corpo. Por isso: CUIDADO! Procure um médico assim que o inchaço aparecer! Ele irá investigar se há problemas no seu coração, rins, fígado, tireóide e na circulação do sangue e linfática, identificando a melhor forma de resolver ou amenizar o problema.

Para amenizar o inchaço nas pernas, a principal orientação é realizar o repouso com as pernas para cima. Quanto mais tempo a pessoa colocar as pernas para cima, mais ela vai ajudar o sangue e a linfa a retornarem para o coração e evitar que a água fique acumulada nas pernas.
Para as pessoas que têm inchaço causado por problemas nas veias das pernas (como varizes, trombose venosa, insuficiência venosa) e problemas na circulação linfática é recomendável o uso de meias elásticasde compressão. As meias vão diminuir a formação do inchaço e os sintomas de dor e cansaço nas pernas mesmo quando a pessoa permanece muito tempo em pé. Essas meias devem ser prescritas por um médico angiologista ou cirurgião vascular, que saberá qual a compressão adequada para cada caso.

Outra medida que ajuda bastante é a diminuição do sal na comida. O sódio presente no sal aumenta a absorção de água pelos rins e com uma maior quantidade de água presente no sangue, ocorre o aumento da pressão do sangue e consequentemente o extravasamento da água para o espaço entre as células. O sódio está presente em grande quantidade nos alimentos industrializados, especialmente congelados, enlatados, sopas e macarrões instantâneos e refrigerantes (inclusive nas versões diet, light e zero). Por isso, é necessário não só diminuir o sal propriamente dito, mas também esses alimentos que têm um monte de sal “escondido”.
Emagrecer uns quilinhos se exercitar também favorecem o retorno do sangue pelas veias e a drenagem linfática e portanto também diminuem o inchaço.
Massagem nas pernas realizadas por profissionais experientes e treinados, a chamada drenagem linfática, também funciona para diminuir o inchaço e os sintomas decorrentes deles. Mas tem que ser feita por alguém que saiba o que está fazendo para se obter bons resultados. Portanto, cuidado com as promoções e os curiosos que vendem esse tipo de massagem pelo Brasil afora.

Resumindo, as orientações para quem tem inchaço nas pernas são:

– Procurar um médico para saber a causa do problema (para não comer bola e deixar um problema grave de saúde sem tratamento)
– Descansar com as pernas para cima (várias vezes aos dia)
– Diminuir o consumo de sal e alimentos industrializados
– Perder peso
– Fazer exercício físico pelo menos 3 vezes por semana
– Usar de meias elásticas de compressão
– Realizar drenagem linfática por profissional habilitado.

 

Por Juliana Puggina
Fonte: Pernas pra que te quero

Curta nossa Fanpage!

Produtos Invel agora nos catálogos da Àkora
5 de outubro de 2017
invel-recharge-colchonete-dormir-melhor
Invel® Recharge é destaque em andar temático do Nikkey Palace Hotel
17 de agosto de 2017
Roupas inteligentes que aliviam dores
12 de Maio de 2017
“O Incrível tecido que cura”
13 de Maio de 2016
Palestra Meditação e Relaxamento – Despertar e Descansar
12 de Abril de 2016
XXI Curso Introdutório à Liga de Dor
8 de Abril de 2016

Assessoria de Imprensa

Telefone:(11) 4727-4755 ou (11) 4255-1608