Invel investe em pesquisa e inovação tecnológica para aprimoramento dos produtos terapêuticos

Com mais de 20 anos atuando no mercado brasileiro na produção de roupas terapêuticas, a Invel, empresa referência e pioneira na pesquisa de bioestimulação do metabolismo por meio da tecnologia MIG3, estima aumentar o volume de vendas em 20% esse ano.

Conhecida por desenvolver “remédios de vestir”, conta com 120 colaboradores no Brasil e 70 no mundo. A fábrica está localizada em Santa Catarina, no sul do País e produz, entre outros itens, calças, bermudas e regatas para redução de celulite, colchonete para o tratamento coadjuvante da insônia subjetiva (sem causa conhecida). Além disso, cintas, palmilhas para diminuir o inchaço nos pés, meias para diminuir a fadiga muscular, luvas, camisetas feminina e masculina para alívio da dor lombar.

A empresa investe integralmente em estudos clínicos para comprovar a eficácia e a segurança dos produtos, e obtém o registro e aprovação junto à ANVISA Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Ministério da Saúde e do Ministério de Saúde do Japão. Possui certificação europeia (CE) para comercializar os produtos na Europa, operando em países como Estados Unidos, Japão, Itália e Indonésia.

“Os produtos ajudam no combate e alívio dos problemas patológicos, mas não substituem a prática de hábitos saudáveis, exercícios físicos ou tratamentos prescritos pelo médico. Nossa missão é trabalhar, incansavelmente, na busca pela inovação tecnológica e desenvolvimento de produtos que melhorem a qualidade de vida e o bem estar das pessoas.”, explica Mário Hirata, fundador e presidente da Invel® e do IITP Instituto Invel de Tecnologia e Pesquisa.

Fundado em 2008, o IITP é uma associação sem fins lucrativos, criado especificamente para o desenvolvimento da tecnologia em saúde por meio de testes e estudos clínicos. Conta com o apoio científico das principais universidades, laboratórios e centros de pesquisa, ciência e tecnologia do País, como a UNIFESP Setor Neuromuscular, o Grupo de Dor do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, Universidade Chubu do Japão, além de contar com pesquisadores de diversas áreas.

Óxido Nítrico: a molécula da vida

Em 2016, a Invel ganhou o Prêmio “Japan Far Infrared Associations”, de melhor tecnologia do infravermelho, concorrendo com grandes e tradicionais marcas japonesas. Após várias pesquisas realizadas em parceria com Universidades de Medicina, os tecidos com Biocerâmica MIG3 foram indicados para o tratamento terapêutico de alguns sintomas, sendo uma tecnologia patenteada, aplicada nos produtos e roupas da marca.

É um composto formado por óxidos minerais de alumina, sílica, magnésia e substâncias cerâmicas que, em contato com o calor do corpo, irradia infravermelho na frequência de ondas benéficas no comprimento de 3 a 14,8 microns. Essa combinação é responsável por estimular a produção do óxido nítrico (NO), que, dentre outras funções, funciona como um mensageiro molecular no organismo, combatendo bactérias invasoras, dilatando o vaso sanguíneo, diminuindo a pressão arterial, além de aumentar a micro circulação sanguínea.

Os efeitos comprovados são notados a partir do relaxamento muscular, alívio das dores crônicas na região lombar, mãos, punhos, braços e membros inferiores, bem como a melhora do aspecto da pele e da celulite. “A tecnologia MIG3® tem um diferencial que nos coloca em uma posição privilegiada e diferenciada, porque é a única empresa que consegue o resultado terapêutico advindo do mecanismo de ação e produção da enzima do óxido nítrico, com comprovação científica. É, sem dúvida, a molécula da vida.”, conta Hirata, que trouxe a novidade para o Brasil.

Em 1998, três cientistas americanos, o professor Ferid Murad, Robert Furchgott e Louis Ignarro ganharam o Prêmio Nobel pelas descobertas do efeito e mecanismo do óxido nítrico, importante contribuição para a medicina. Em visita ao Brasil, eles revelaram que estão desenvolvendo fármacos usando a molécula. Os benefícios do óxido nítrico para a saúde e qualidade de vida são inúmeros. Ajudam na diminuição da fadiga muscular, no aumento da performance em atividades de alta tensão e esforço, na força e resistência do corpo, além de transportar os nutrientes de forma ágil e eficiente para o tecido muscular.

Mais informações dos produtos e publicação de estudos científicos, acesse: www.invel.com.br

Fonte: Brasil Fashion News